Agropecuária | Agrolink | 11/07/2019 11h18

Brasil e Paraguai terão banco de vacinas contra aftosa

Compartilhe:

O Brasil e o Paraguai assinaram um memorando de cooperação em diversas frentes animais e vegetais, que incluem um banco de dados públicos de vacinas contra a febre aftosa, segundo a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, em vídeo divulgado pelo ministério. De acordo com ela, existem vários temas sanitários que fazem parte do acordo.

“Fizemos aqui, agora, um memorando de entendimentos entre o Brasil e o Paraguai para tratarmos de assuntos como o vazio sanitário, o uso de defensivos agrícolas, a época de plantio de soja, também a construção de um banco de vacinas de aftosa entre os países, público e não privado”, disse a ministra após reunião técnica em Assunção, no Paraguai.

Segundo a CarneTec, a cooperação poderá ampliar a abertura de mercados para os países, além de reforçar o controle na fronteira. “A cada 3 a 4 meses, nós teremos uma reunião conjunta Brasil-Paraguai para tratarmos desses temas para que possamos avançar”, completa a ministra.

Além disso, o ministério afirma que essa medida da mais credibilidade e também garante mais segurança para os pecuaristas, que, até agora, não tinham nada parecido com isso para promover a saúde de seu rebanho. Esse fato também chama atenção pela parceria inédita entre os dois países nesse quesito.

“Isso dá mais credibilidade e segurança aos pecuaristas em relação aos seus rebanhos e respaldo no mercado internacional, pelo reforço integrado dos dois países”, disse o secretário de Defesa Agropecuária do Mapa, José Guilherme Leal, em comunicado divulgado pelo Mapa.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS