Ciência | Da redação/ com Assomasul | 04/04/2016 16h06

Figueirão comemora conquista do Prêmio Prefeito Empreendedor

Compartilhe:

Direcionado à população rural e com benefícios diretos à comunidade quilombola, estudantes e pacientes do hospital municipal, o Programa Produzir Mais, conquistou o título de Prefeito Empreendedor, na categoria Pequenos Negócios do Campo ao gestor Rogério Rosalin (PSDB).

Com apenas um ano à frente da Prefeitura de Figueirão, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Rosalin cadastrou propriedades rurais, estimulou a produção leiteira, mapeou 100% da zona rural, diagnosticando oportunidades e entraves da região. O prêmio organizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/MS), foi entregue nesta quinta-feira (31).

Devido a compromissos agendados anteriormente Rosalin foi representado pela primeira-dama, Graciela Rosalin, juntamente com o Secretário de Agricultura, Fernando Barbosa. Segundo o prefeito, o reconhecimento veio para fechar um ciclo e estimular sua equipe à renovação. “Nesta semana completamos 365 dias de gestão e o prêmio vem para consagrar o momento e estimular a atual gestão a continuar inovando em prol do bem-estar da população”, comemora o prefeito.

Lançado em novembro de 2015 o Programa Produzir Mais tem como finalidade apresentar ferramentas de desenvolvimento da Agricultura Familiar, potencializando a vocação local ao agronegócio, principal fonte econômica do município.

“O primeiro passo foi identificar pequenos produtores rurais interessados na iniciativa, em seguida cadastramos todos, e iniciamos as ações práticas com a a Associação de Moradores e Produtores Rurais da Comunidade Quilombola de Santa Tereza (Amprust), que atualmente produz 120 mil litros de leite, que são encaminhados a laticínios vizinhos”, esclarece o secretário, Barbosa.

Nesta primeira fase, a equipe cumpriu com 200 protocolos de Inseminação Artificial por Tempo Fixo (IATF), de sêmen sexado de touros das raças holandesa e girolando, para aumentar o potencial de produção. Em seguida assistência técnica foram oferecidas aos agricultores familiares. Já no primeiro mês de 2016, 100% da zona rural de Figueirão foi digitalizada, com o objetivo de identificar lacunas e possíveis oportunidades.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS