Escola da Picadinha é premiada por trabalho na área ambiental

"/>
Dourados | Com Prefeitura de Dourados | 07/11/2018 10h00

Escola da Picadinha é premiada por trabalho na área ambiental

Compartilhe:

A Escola Municipal Geraldino Neves Correia, localizada no distrito de Picadinha, em Dourados, foi mais uma vez premiada no programa Sistema Campo Limpo, realizado pelo Inpev (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias), sempre com foco no meio ambiente.

Para este ano o tema foi responsabilidade compartilhada, destinado a estudantes do 4ºano, na categoria desenho e, 5º ano com redação. A escola conseguiu premiação por meio de um desenho do aluno Luiz Carlos Soares Rodrigues, do 4º ano da manhã. Ele concorreu com alunos de escolas municipais, estaduais e particulares de Dourados e região.

A professora Marislei Barbosa de Oliveira Silva cita que já participou com seus alunos, de sete edições do prêmio, sendo que em quatro delas conquistaram premiações. Ela contou que neste ano houve envolvimento de toda a escola e o tema foi levado para o desfile de 7 de setembro.

Marislei disse ainda que a premiação é de grande importância porque é visível o interesse dos alunos, fazendo com que o trabalho extrapole “o teórico levando aprendizado para a vida pratica dos educandos”.

Os professores recebem um kit pedagógico com jogos e atividades referente ao tema. Em sala de aula ele é trabalhado de forma prática com reaproveitamento de latas de alumínio onde os alunos fazem decoração, transformando em porta treco.

O Inpev atua como núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo nas atividades de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas e promove ações de conscientização e educação ambiental sobre o tema, conforme previsto em legislação.

É uma instituição sem fins lucrativos, formada por mais de 100 empresas e nove entidades representativas da indústria do setor, distribuidores e agricultores.

O Campo Limpo tem como base o princípio das responsabilidades compartilhadas entre todos os elos da cadeia produtiva (agricultores, fabricantes e canais de distribuição, com apoio do poder público) para realizar a logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas.

O Brasil é referência mundial na destinação ambientalmente correta do material, encaminhando 94% de embalagens plásticas primárias para reciclagem ou incineração.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS