Informe | Redação | 10/11/2016 16h29

Santa Luzia e a sua mágica na reinvenção da reciclagem com o papel da sofisticação.

Compartilhe:

Criada em 1942, a Santa Luzia teve coragem de neste século apostar na sustentabilidade, como nenhuma empresa do setor, para oferecer conceitos de design. Trabalhando com um processo de compactação de resíduos de EPS - ou isopor, a antiga fábrica de espelhos assumiu o seu papel de modernidade com a substituição de cerca de 98% da matéria prima da empresa. A base para qualquer item da Santa Luzia é o poliuretano ou do poliestireno reciclados, que dos resíduos plásticos criam a mágica do bom gosto em várias linhas de produtos.


Nos últimos 10 anos, a Santa Luzia concentrou-se em reciclar resíduos de plásticos. O novo modelo de negócio foi inteiramente baseado em objetivos ambientais, econômicos e sociais. São resíduos de dezenas de empresas, assim como pós-consumo coletados pelas cooperativas de catadores de lixo.


Os investimentos em pesquisas e design têm permitido avanços em alta qualidade e diversificação de produtos. Com versatilidade, a Santa Luzia se programa para disponibilizar opção de cores, formatos e texturas para possibilitar a criação de diferentes ambientes, dos mais simples aos mais sofisticados, dos clássicos aos contemporâneos.


Rodapés, guarnições, rodameios e rodatetos em poliuretano Santa Luzia, você encontra na JV Tubos e Acabamentos, em Campo Grande, localizada à Rua Joaquim Murtinho, 4.635, “Saída para Três Lagoas, entrada para a sua casa”, acesse: www.jvonlinems.com.br, ou pelo facebook.com.br/jv.tubos, instagram: @jvtuboseacabamentos. Lá você encontra toda a linha das marcas mais conhecidas e consagradas do País, com grande estoque, para pronta entrega.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS