Maracaju | Com Fiems | 29/05/2019 09h00

Alunos de Maracaju participam da 3ª Olimpíada Brasileira de Cartografia

Compartilhe:

Os alunos do Ensino Médio da Escola do Sesi de Maracaju participaram, na semana passada, da prova teórica online da “3º Olimpíada Brasileira de Cartografia (OBRAC) – Edição Especial Somos Todos Refugiados”. A OBRAC busca divulgar a Ciência Cartográfica, que é fundamental e estratégica para o País.

Segundo a diretora Jaqueline Sant´Anna de Faria Santos, a participação serve para despertar nos estudantes a curiosidade e o interesse pela cartografia com foco no conhecimento espacial para a cidadania através de atividades desafiantes que estimulam o aprendizado.

“A participação na OBRAC ainda serviu para prover aos professores o conhecimento e ferramentas inovadoras para o ensino dinâmico e participativo em áreas que abrangem o conteúdo cartográfico, como as disciplinas de Geografia, História e Matemática”, destacou Jaqueline Santos.

Ela explica que essa etapa da 3ª OBRAC foi realizada na Escola do Sesi de Maracaju, onde as equipes inscritas, por meio do website, executaram atividades teóricas, versando sobre o tema da olimpíada.

“Eu me sinto muito animado e ansioso pois, é muito difícil passar nessa olimpíada e, mesmo com pouco tempo para os estudos devido as atividades escolares, tenho a honra de representar a Escola do Sesi de Maracaju em mais uma fase”, declarou o aluno Lucas Eduardo Abranches Theodoro, da 1ª série do Ensino Médio.

Já o aluno Anderson dos Santos Nagel, também da 1ª série do Ensino Médio, completa que participar da 3ª OBRAC foi muito produtivo. “Com muito trabalho em equipe, conseguimos passar com uma enorme concorrência entre as escolas do Brasil. Espero que continuamos assim para termos sucesso em todas as fases e conseguir chegar na etapa final”, afirmou.

O fato de a Escola do Sesi de Maracaju ter participado da 1ª fase da 3ª OBRAC é motivo de celebração para a aluna Camilla Vieira Conzzatti da Silva, da 1ª série do Ensino Médio. “Estou nas alturas com esse resultado, pois, dentre milhares de inscrições do Brasil inteiro, conseguimos passar pela 1ª fase da OBRAC. Estamos mais dispostos ainda para estudar dobrado para alcançarmos as próximas fases e chegar à final”, concluiu.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS