MS em Dia | Da redação/ com Notícias MS | 31/05/2016 10h22

Mais de R$ 29 milhões serão investidos na saúde do Estado

Compartilhe:

As emendas parlamentares destinadas a saúde de Mato Grosso do Sul, assinadas na manhã desta segunda-feira (30) pelo governador Reinaldo Azambuja, contemplam a construção do Hospital Regional em Dourados e a reforma, ampliação, custeio e compra de equipamentos para o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul.

Também serão destinados mais de R$ 3,9 milhões para o custeio do Hemosul e Laboratório Central (Lacen). Ao todo, a saúde receberá investimento de mais de R$25 milhões.
Das obras e reformas previstas pelas emendas, muitas já estão em andamento em diversas unidades de saúde. O governador afirmou, na manhã de hoje, que para o Hospital Regional, onde será erguido um anexo, um projeto executivo deverá ser aprovado pelo Ministério da Saúde.

“Para o Regional, que é um complexo novo, vamos encaminhar o projeto executivo para aprovação do Ministério da Saúde. O Ministério dando ok, nós vamos encaminhar o processo licitatório. Por ser hospital regional, a gestão é estadual. Somos responsáveis pela obra, estrutura, equipamentos e contratação de pessoal”, afirmou.

Estão sendo destinados R$ 19 milhões para o Hospital Regional de Mato Grosso do Sul (HRMS) entre aquisição de equipamentos, reforma, ampliação e custeio; uma emenda de R$ 3,4 milhões para construção do Hospital Regional em Dourados; e uma emenda do ex-deputado federal Reinaldo Azambuja, no valor de R$ 3,9 milhões para custeio do Hemosul e Lacen. O recurso trazido pelos parlamentares é referente Orçamento Geral da União (OGU) de 2015.

Emendas

Os moradores do Estado vão receber por meio de emendas parlamentares e do Governo cerca de R$ 140 milhões em investimentos. Isso porque, a bancada federal de MS destinou cerca de R$ 70 milhões em recursos e o governador Reinaldo Azambuja se comprometeu a aplicar o mesmo valor em melhoria da qualidade de vida nos municípios. A assinatura ocorreu na manhã desta segunda-feira (30) e contou com a presença de dezenas de prefeitos.

Hospital Regional de Dourados

As obras do Hospital Regional foram paralisadas em abril de 2015, em razão do cancelamento, pela gestão passada, do convênio de R$ 20,5 milhões entre o governo estadual e Ministério da Saúde. Desde então, o Governo do Estado vêm se empenhando, em parceria com parlamentares da bancada federal, a viabilização de recursos através de emendas do orçamento da União tramitadas em 2014.

O compromisso do governo é concluir a obra, como afirmou o secretário de Saúde, Nelson Tavares.
Hospital Regional de Mato Grosso do Sul

Até o fim do ano estão previstas a ampliação e reestruturação Hospital Regional de Campo Grande, o que deve aumentar em 82 o número de leitos hospitalares na Capital. O governo do Estado vai investir cerca de R$ 50 milhões, por meio das emendas parlamentares e também por recursos próprios, para que a obra seja executada.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS