Mundo | AFP | 11/08/2017 22h50

Atentado suicida na Síria deixa 23 mortos confirma OSDH

Compartilhe:

Pelo menos 23 combatentes rebeldes morreram e dezenas ficaram feridos nesta sexta-feira em um atentado suicida cometido no sul da Síria, perto da fronteira com a Jordânia, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH).

O OSDH informou que o agressor detonou seu cinturão de explosivos em uma base empregada por Jaish al Islam (o Exército do Islã) perto do posto fronteiriço de Nasib.

"A maioria dos 23 rebeldes mortos fazia parte do Jaish al Islam. Dezenas ficaram feridos, 20 deles, gravemente", declarou o diretor do OSDH, Rami Abdel Rahman.
O ataque não foi reivindicado, embora extremistas vinculados ao grupo Estado Islâmico (EI) tenham atacado rebeldes no sul da Síria.

O posto fronteiriço de Nasib, chamado Jaber no lado jordaniano, se encontra na província de Daraa, conquistada por grupos rebeldes em abril de 2015.

A rebelião síria na província de Daraa começou em março de 2011 com grandes manifestações que pediam a saída do presidente sírio Bashar Al Assad.

A violenta repressão dessas e outras manifestações por parte do regime sírio a partir de março desse ano levou a um complexo conflito que deixou mais de 330.000 mortos e milhares de pessoas deslocadas.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS