Mundo | EFE | 14/01/2018 08h17

Universidade holandesa oferece banheiro unissex para transgêneros

Compartilhe:

Os estudantes da Universidade de Ciências Aplicadas de Haia, na Holanda, contam a partir desta semana com banheiros unissex, que podem ser utilizados tanto por homens como por mulheres, para que pessoas transgênero não se vejam obrigadas a escolher entre toaletes de um ou outro sexo.

“São banheiros aos quais qualquer um pode ir, independentemente de como se identifique”, explicou neste sábado à Agência Efe um porta-voz da instituição acadêmica, Bas Schrijver.

Os cartazes de alguns banheiros já existentes, que indicavam o gênero das pessoas que podiam utilizá-los, foram substituídos por pictogramas cuja metade esquerda representa uma mulher com saia e a metade direita um homem com calças.

Dos 240 banheiros distribuídos ao longo dos seus cinco edifícios 17 são agora unissex, uma quantidade “proporcional e suficiente” para que “os que o necessitem possam utilizar um banheiro de gênero neutro”, acrescentou Schrijver.

A medida foi recebida entre aceitação e surpresa por parte dos alunos do centro universitário.

“Acho uma boa ideia. Não me importaria se um homem utilizasse o banho feminino caso precisasse”, declarou à Efe a estudante Lynn van Lier, que se mostrou a favor de que a medida se estenda a outros edifícios públicos.

“Tampouco me incomodaria em compartilhar o banheiro com uma mulher, desde que haja espaço suficiente para todos”, acrescentou seu companheiro de estudos, Nathan Pantjadarma.

A Universidade da Haia assegurou que tinha recebido “várias solicitações” para introduzir a medida, que está em linha com “uma tendência social de inclusão”, destacou Schrijver.

A instituição educativa se soma assim a outras entidades holandesas que já possuem banheiros unissex nas suas instalações, como a Câmara Municipal de Amsterdã e Utrecht, o museu Stedelijk e algumas faculdades da Universidade de Leiden.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS