OAB-MS | OAB/MS | 06/12/2019 09h20

Seminário reuniu representantes de diversas religiões para falar sobre liberdade e intolerância

Compartilhe:

O ‘Seminário Liberdade Religiosa e Intolerância’, realizado nessa quarta-feira (4), no Plenário da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), reuniu representantes de vários segmentos religiosos. O evento foi promovido pela Comissão Especial de Assistência e Liberdade Religiosa.

De acordo com a Secretária-Geral Adjunta da Seccional Eclair Nantes, a chave para combater a intolerância religiosa é o conhecimento e o respeito. “Ações como essa mostram que a Comissão, juntamente à Ordem dos Advogados, está atenta aos anseios da sociedade, que é garantir a liberdade religiosa e afastar o discurso do ódio”, pontuou.

Presidente da Comissão, a Advogada Soraya Palermo disse que o encontrou superou expectativas. “O público trouxe reivindicações e posicionamentos, aos quais informamos que a OAB/MS, através desta Comissão, está de portas abertas para recebê-los, ouvi-los e dar uma resposta todas as vezes que tiverem o seu direito à liberdade religiosa ferido”, falou.

Soraya também esclareceu que a Comissão tem por objetivo assegurar que a Constituição em seu artigo 5, inciso VI, e demais legislações vigentes sobre o tema, sejam cumpridos. “Para isso, as demandas existentes precisam chegar ao nosso conhecimento. Só assim podemos dar uma resposta à sociedade. Esse foi o primeiro evento de uma série que pretendemos trazer no próximo ano com o objetivo de esclarecer a sociedade e atender às demandas de vários segmentos religiosos”, destacou.

Muçulmana, a Vice-Presidente da Comissão Sálua Omais frisou que o tema é extremamente importante. “Falar sobre o assunto é algo que, de certa forma, as pessoas têm receio ainda. Envolve crenças que tem a ver com questões não somente de fé, mas, sim, culturais, familiares e isso desperta polêmica. O encontro teve por finalidade conscientizar, educar e trazer à tona algo que muitas vezes é velado: o esclarecimentos às pessoas. Além de favorecer também a aproximação das religiões. Não queremos mudar a escolha de ninguém, queremos apenas o respeito”, reforçou.

Para o seguidor do Candomblé Roberto de Ogum, o encontro serviu para esclarecer pontos fundamentais. “Conhecemos mais a Constituição e pudemos aprender os caminhos legais para buscar a igualdade. Foi ótima essa parceria entre a OAB/MS e outras religiões presentes para mostrar o respeito e buscar pelo caminho certo e justo. Queremos o amor como em todas as religiões”, declarou.

O Pastor da igreja Batista Carlos Trapp elogiou o “evento que tratou do respeito às leis e ao ser humano, bem como suas escolhas”.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS