Rádio Corredor | Amândio Martins | 07/03/2016 11h40

Eleições de 2016 vem aí e figurinhas carimbadas também

Compartilhe:

Complicados?

 

Prefeitos de outrora, Daltro Fiúza e Celso Vargas representam candidaturas de risco, segundo boa parte da população de Sidrolândia e Maracaju acreditam. Isso porque adversários políticos dos dois tem explorado sem trégua o ‘fator herança maldita’ de ambas administrações.

Pedra no sapato

Contra Daltro  Fiúza pesa as contas que foram contestadas no Tribunal de  Contas do Estado e contra Celso uma série de irregularidades que Maurílio Azambuja diz ter ocorrido entre  2008 e 2012, na doação de terrenos públicos, gastos com fornecedores e obras problemáticas.

Todavia

Mesmo sob conteste o apelo popular de Daltro Fiúza e de Celso Vargas  parece não reduzir, fruto  de políticos que possuem a habilidade rara de ouvir o povo e atender a sociedade  indo ao limite da gestão pública. Saindo como candidatos certamente darão trabalho.

Lembrança fresca

“O Ari  não ganha e pode investir os R$ 3 milhões da outra vez, pode botar toda a soja dele na campanha que desta vez o povo não será enganado. Porque ele prometeu não encerrar o transporte universitário e fez o contrário, além de acabar com o posto de saúde de 24 horas” , reclama Thiago, ex-eleitor do PSDB nas últimas eleições municipais.

Tem chance?

Haroldo Calves tem feito campanha à sua maneira, batendo de porta em porta, de conhecidos para avisar que vai mesmo se aventurar na política. Sem equipe, sem militância por enquanto e pelo PTN ninguém pode reclamar que ele é confiante.

 

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS