Rádio Corredor | Da Redação | 07/08/2018 08h00

Rádio corredor

Compartilhe:

Levanta e sacode a poeira
Encerrado o sábado de convenções, o MDB provou mais uma vez a sua força e chega oficialmente nessa disputa pelo Governo do Estado como protagonista. Honrando a tradição de estratégia política e articulação impecável de bastidores montou a chapa com Simone Tebet e Sérgio Harfouche. A senadora, que já possui destaque, terá a parceria de um ícone do Judiciário de Mato Grosso do Sul.

 

Virada aos 48 do segundo tempo
E a superação do partido vale um destaque, devido ao calvário que passou nas últimas semanas, com a prisão de André Puccinelli, seu maior líder. E o pior é que a tentativa de enfraquecem o italiano com essa situação não tem sido muito virtuosa. O legado de trabalho e a suspeita de que a prisão seja uma injustiça mantém o ex-governador ainda mais vivo no cenário político.

 

Tucanato e a vidraça
Com o maior número de prefeitos e vereadores do Estado, e o poderio da máquina, o PSDB é outro que chega forte na disputa. Reinaldo Azambuja vem para a disputa de uma reeleição, explicando nas próximas semanas o que fez, e o que não fez. Uma tarefa pra lá de complicada, mas ele já provou que é sempre um candidato de peso, e capaz de surpreender em campanhas. Em 2012, quase foi para o segundo turno, e em 2014, superou o favorito Delcídio do Amaral (na época do PT).

 

E que arco
O arco de alianças do PSDB é enorme e bem costurado. Todavia deixará muito candidato e muito partido insatisfeito no fim das eleições. Chapinha para cá, para lá e quem fugiu dessa composição na última hora foi o PRB, que fará coligação com o Juiz Odilon, candidato ao Governo pelo PDT.

 

Fez bonito
Mesmo contra a opinião de alguns membros do Diretório Regional, o PSL de Jair Bolsonaro definiu ir também com o PSDB. O partido fez uma reunião bonita e histórica no sábado, 4 de agosto, na Câmara Municipal de Campo Grande. É um partido que fará pelo menos um deputado federal, destaque para o candidato Zé da Viola, pai dos sertanejos da dupla Jads & Jadson.

 

Dupla boa, olho neles
Na Assembleia Legislativa, em 2019, a bancada da sigla acena para a composição com o Capitão Contar, oficial da ativa do Exército Brasileiro e para o deputado estadual dessa legislatura, Coronel David.

 

Funil
E chegando o dia 15, começa a hora da onça beber água, como se diz na sabedoria popular. Terá candidatura majoritária esfriando, bem como alguns devem aparecer com o arsenal que ninguém imaginava. Muita atenção para a dinâmica das disputas ao Senado e ao Governo as próximas duas semanas.

 

Lambança
Quem está mandando bem mal é o PDT. Cada hora define um vice, e se não se organizar direito pode lá na frente atrapalhar a candidatura do Juiz Odilon. Aliás, uma baita candidatura, por tudo que ele fez pelo Brasil na Magistratura, especialmente no trabalho que desenvolveu na fronteira.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS