Segurança Pública | Da redação/com Notícias MS | 17/07/2015 09h36

Curso de táticas prisionais contribui para rotinas de segurança em presídios

Compartilhe:

Trinta servidores da Agência Estadual de Administração Penitenciária (Agepen) estão participando do curso “Táticas Prisionais”, que envolve aulas teóricas e práticas com o intuito de preparar os agentes para situações específicas dos presídios, a fim de evitar qualquer tipo de risco, motins e violência nesses locais.

A capacitação é ministrada pela Cetta Internacional, por meio de convênio com Sindicato dos Servidores da Administração Penitenciária, e é coordenada pela Escola Penitenciária, graças à parceria firmada entre a direção da Agepen e o Sinsap, garantindo a legitimidade funcional do curso. A capacitação foi paga pelos próprios alunos.

O diretor-presidente da Agepen, Ailton Stropa Garcia, participou da aula inaugural do curso, realizada nessa quarta-feira (15) e ressaltou a importância da qualificação profissional dos servidores no aprimoramento dos trabalhos exercidos pela instituição.

Com 40 horas aula, a capacitação prossegue até a próxima segunda-feira (20), com pausa no domingo. As aulas estão sendo desenvolvidas na Espen e na Sede do Sinsap.

Já no primeiro dia de curso, os agentes tiveram aulas teóricas sobre questões comportamentais; psicologia criminal e relação entre agente e preso, fatores que cercam esse convívio; além de receberem fundamentos sobre táticas defensivas.

Com 20 anos de serviços prestados ao Sistema Penitenciário, o agente Carmo Feitosa, que atua na Penitenciária de Segurança Máxima da Capital, acredita que a capacitação irá contribuir e muito no dia a dia no presídio. “Este tipo de capacitação é fundamental para preparar o servidor, pois aprimora as técnicas que são utilizadas nos estabelecimentos penais, além de nos deixar mais confiantes e seguros para desempenhar nossas tarefas. Por isso sempre faço questão em participar de todos os treinamentos oferecidos para a categoria”, destaca o servidor.

Já o agente penitenciário Silvano Queiroz, da Penitenciária de Dois Irmãos do Buriti, acredita que este tipo de ação é uma forma de valorização profissional “Este é o primeiro treinamento que recebemos desde quando saímos da academia, mas acredito que agora este tipo de curso será constante, já que esta é uma nova ideologia e a classe anseia por mudança, o servidor que ser reconhecido e esse tipo de qualificação é uma forma de valorizar o papel do funcionário público que coloca sua vida em risco todos os dias dentro dos presídios do Estado”, ressalta o servidor há sete anos.

Segundo o Sinsap, curso é direcionado a todos os servidores, com investimento de R$ 100,00 para os não filiados e de R$ 450,00 para os que não são. Novas turmas da capacitação em “táticas prisionais” estão programadas para acontecer nos meses de agosto setembro e outubro.



VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS