Segurança Pública | Com Portal do MS | 31/10/2018 14h30

Número de mortes violentas de jovens cai 23,5% em MS, diz IBGE

Compartilhe:

Divulgadas nesta quarta-feira (31.10) pelo IBGE, as estatísticas do Registro Civil que comprovam que Mato Grosso do Sul é um dos estados mais seguros para se viver.

Entre 2007 e 2017, o número de mortes violentas em homens de 15 a 24 anos aumentou em 17 das 27 unidades da federação, mas teve queda de 23,5% em Mato Grosso do Sul.

Foi o 5º melhor resultado do País. O IBGE leva em consideração mortes não naturais como homicídios, suicídios, acidentes de trânsito e afogamentos.

Os únicos estados que obtiveram resultados melhores foram Paraná (- 43,2%), Distrito Federal (- 35%), São Paulo (-30,9%) e Espírito Santo (-25,9%).

Já os piores desempenhos foram do Ceará (+ 144,1%), Sergipe (+ 134,7%), Bahia (+ 128,5%), Acre (+ 121,8%), Tocantins (+ 114,7%), Rio Grande do Norte (+ 113,1%) e Piauí (+ 111,8%).

O volume de mortes ocorridas e registradas no Brasil nos últimos 10 anos aumentou 23,5%, passando de 1,031 milhão em 2007 para 1,273 milhão em 2017.

MS Mais Seguro

Apesar de ter 1.517 quilômetros de fronteira com Paraguai e Bolívia, o Governo de Mato Grosso do Sul tem conseguido reduzir os índices de violência e aumentar a segurança da população.

Na gestão de Reinaldo Azambuja, mais de R$ 120 milhões foram investidos na área por meio do programa MS Mais Seguro. É o maior investimento da história do Estado.

O Governo estadual investiu em infraestrutura, na compra de novos equipamentos e na valorização profissional. Policiais receberam armamentos e coletes individuais, 740 viaturas novas foram entregues para todos os municípios do Estado e, hoje, todas as delegacias de Mato Grosso do Sul contam com delegado.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS