Tempo | Terra | 12/10/2017 09h32

Calor e baixa pressão provocam temporais em MS

Compartilhe:

O calor intenso e a baixa pressão atmosférica que persiste entre o Brasil e o Paraguai estimularam o crescimento de nuvens bastante carregadas sobre o Mato Grosso do Sul, que provocaram fortes pancadas de chuva na tarde da quarta-feira, 11 de outubro.

As pancadas de chuva caíram com raios também na região de Campo Grande. Na cidade de Bela Vista, na fronteira com o Paraguai, a chuva veio com ventania. Entre 13 e 15 horas, o Instituto Nacional de Meteorologia registrou r ajadas de vento com 87 km/h e 81 km/h . Choveu 13,4 mm neste período.

As imagens de satélite mostram a formação das nuvens carregadas (manchas azuladas) especialmente no centro-sul do estado.

O estado de Mato Grosso do Sul foi um das regiões mais quentes no Brasil nesta quarta-feira . Pela medição do Instituto Nacional de Meteorologia, as menores temperaturas máximas à tarde ficaram entre 34°C e 35°C. Quase todo o estado teve calor entre 37°C e 40°C.

Mais calor e temporais

De toda a Região Centro-Oeste, as maiores condições para chuva no feriado prolongado de 12 de outubro é justamente em Mato Grosso do Sul . É que além do calorão, que vai continuar, as fortes áreas de instabilidade que crescem sobre o Sul do Brasil e sobre o Paraguai também influenciam o Mato Grosso do Sul.

Até a sexta-feira, há risco de temporal em todas as regiões do estado, incluindo Campo Grande, com risco de queda de granizo. Tem risco de chuva forte também no sábado. As nuvens de chuva se afastam no domingo e o feriadão termina com sol .

Durante o fim de semana, já a partir do sábado, ventos frescos de origem polar entram em Mato Grosso do Sul e o calor diminui.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS